Hospital e PS Central de Bertioga

FUABC deixa Bertioga após mais de 2 milhões de

atendimentos e 90% de satisfação popular

Caracterizada como pessoa jurídica de direito privado, qualificada como Organização Social de Saúde e entidade filantrópica de assistência social, saúde e educação, a Fundação do ABC não está mais à frente da administração do Hospital e Pronto-Socorro de Bertioga. Ao final de 5 anos de contrato com a Prefeitura em 31 de agosto de 2014, a FUABC despediu-se do município após incontáveis avanços nas áreas de gestão, ensino e, principalmente, na assistência à Saúde. Porém, as marcas mais profundas registradas são a humanização do atendimento, a qualidade do serviço prestado e o respeito à população – condições que norteiam a instituição desde os primeiros passos em Bertioga e que resultaram em índices de satisfação dos usuários na casa de 90%.

Somados aos elevados investimentos em infraestrutura e equipamentos, a Fundação do ABC empenhou-se em qualificar o corpo de colaboradores com promoção de treinamentos constantes e capacitação profissional permanente. Graças a esse esforço, os números ao longo de 5 anos de trabalho impressionam e vão além das metas contratuais pré-estipuladas. Ao todo foram 13.916 internações no período, 3.916 partos, 738.760 atendimentos no pronto-socorro e 1.275.903 exames.

“Toda a produção no campo assistencial, a expertise dos profissionais da FUABC e o reconhecimento da população certamente ficaram marcados na história da Fundação do ABC e do município. É uma pena que nossa proposta de continuidade e de aperfeiçoamento para o hospital não tenha sido vencedora. Não tenho dúvidas de que a população seria a grande beneficiada”, afirma o ex-superintendente do Hospital Bertioga-FUABC, Rogério Bigas, ao desejar sorte à nova administração da unidade.

 

UM NOVO HOSPITAL

O Hospital Bertioga passou a ser gerido em 1º de setembro de 2009 pela Fundação do ABC. Em ritmo de trabalho acelerado, já em 2 de outubro foi anunciado o novo modelo de gestão, que incluía a transferência do pronto-socorro para área anexa a fim de passar ampliação, adequações de espaços e melhorias em equipamentos. As primeiras reformas compreenderam a separação dos atendimentos emergenciais de crianças e grávidas das outras especialidades médicas, sobretudo da ortopedia, que ganhou ênfase em função da demanda de pacientes politraumatizados em acidentes automobilísticos. Em apenas seis meses de gestão, o pronto-socorro registrava média de 12 mil pessoas atendidas mensalmente – o mesmo que dizer que, em um ano, toda a população de Bertioga passava pela unidade no mínimo três vezes.

“Assumimos um novo desafio, em um equipamento que precisava ser reinventado. Começamos do zero, com novas equipes, reformas, ampliações, treinamentos e capacitações. Nosso trabalho foi meticuloso e compreendeu desde a pintura de paredes rachadas e a troca de pisos quebrados, até a realização de consultas com especialistas, cirurgias e análises de maior complexidade”, descreve o Presidente da Fundação do ABC, Dr. Marco Antonio Santos Silva, que acrescenta: “Foram cinco anos de relacionamento próximo com a população de Bertioga, que recebeu a Fundação do ABC com carinho e, de braços abertos, nos acolheu dentro de seu complexo de saúde. Somos muito gratos a esse povo tão receptivo, respeitoso e que soube valorizar nosso trabalho, realizado com excelência técnica, mas também com o coração”.

No primeiro semestre de 2010 os atendimentos haviam passado de 7,5 mil para média mensal de 12,5 mil. Ao completar um ano de gestão a unidade contabilizava 15 mil exames laboratoriais mensais, 3,3 mil radiografias, 600 ultrassons, 80 endoscopias e 55 tomografias, além de 120 cirurgias.

Ao final do segundo ano de gestão, as 140.523 consultas realizadas de setembro de 2010 a agosto de 2011 foram 11,5% acima do contratado com a Prefeitura e as 2.679 internações foram 19,9% superiores. A ortopedia realizou 40% mais serviços e a clínica cirúrgica chegou a 95% da meta.

O crescimento continuou ano a ano e, entre os destaques mais recentes da parceria FUABC-Bertioga esteve a integração do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) com o Hospital Bertioga, serviço pelo qual são recebidos, em média, 600 chamados mensais.

 

SATISFAÇÃO SUPERA 95% EM JULHO

Uma das principais preocupações da Fundação do ABC é a excelência no atendimento e a atenção integral ao usuário. Para certificar-se de que todo o arsenal diagnóstico e terapêutico está chegando de maneira adequada aos pacientes e de que o serviço segue rígidos padrões de qualidade e segurança, a FUABC lança mão das pesquisas de satisfação. A partir de acompanhamento diário e sistematizado, é possível verificar pontos fortes e possíveis ajustes necessários. No Hospital Bertioga, as pesquisas começaram em novembro de 2009. Os dados mais recentes, referentes a julho de 2014, apontavam índices de satisfação dos usuários de 95,2% no Pronto-Socorro e de 90,6% na Internação.

As pesquisas também avaliavam a opinião do usuário em relação aos atendimentos médico e de enfermagem, de recepção e hotelaria, bem como serviços de nutrição, manutenção e higienização. Na Internação, eram feitas por meio de questionário informal com perguntas simples e objetivas a serem respondidas pelos pacientes ou familiares ou acompanhantes no momento da alta hospitalar. O processo também era realizado posteriormente por telefone.

Outra forma de aferir a opinião dos usuários – incluindo pacientes ambulatoriais – eram as caixas de sugestões para manifestações espontâneas, colocadas estrategicamente nas recepções do PS e do hospital. As pesquisas eram recolhidas, analisadas e respondidas diariamente.

Somando todas as ferramentas de pesquisa, o Hospital Bertioga ouvia em média 6% da totalidade de usuários mensalmente. Para atingir os elevados índices de satisfação, o trabalho contava com participação ativa dos colaboradores do Serviço de Apoio ao Usuário e da Ouvidoria, ambos atuantes e prontos para ouvir o relato dos usuários e melhorar o atendimento no hospital.

 

HUMANIZAÇÃO NO FOCO DOS TRABALHOS

A humanização do atendimento sempre foi ponto forte nos serviços ofertados pelo Hospital Bertioga. E não foram poucas as ações implantadas ao longo dos 5 anos de gestão da Fundação do ABC. A Turma da Alegria, por exemplo, foi a primeira ação de voluntariado do hospital. Implantada em 2010, a iniciativa partiu de recepcionistas, biomédica, técnicos e auxiliares de laboratório, que se uniram para formar uma trupe divertida. Uma vez por semana, o grupo pintava o rosto, vestia chapéu ou peruca colorida e finalizava o expediente animando as alas internas com brincadeiras e arrancando sorrisos da plateia.

O objetivo era esse mesmo: levar entusiasmo a crianças, pacientes e acompanhantes durante o período de hospitalização. Pioneiro na cidade, o grupo formou-se inspirado nos “Doutores da Alegria”, criado por voluntários com a preocupação de humanizar o ambiente e os procedimentos em saúde.

Também em 2010, o Hospital Bertioga passou a contar com atuação da comunidade por meio do Grupo Vivência. Após implantação do projeto e capacitação de interessados, grupo fixo de voluntário passou a auxiliar em diversas atividades, entre as quais visitas aos leitos e atendimento de carências com doação de roupas e materiais de higiene. Em parceria com a Comissão de Humanização, o voluntariado também realizava eventos em datas comemorativas como na Páscoa e Dia das Mães, distribuindo lembranças e alegrando crianças e adultos internados.

As crianças internadas no Hospital Bertioga – FUABC ou que realizavam exames laboratoriais recebiam cuidado especial e humanizado. A Brinquedoteca na ala pediátrica ajudava a descontrair o público infantil antes da realização de procedimentos e torna o tempo de espera ou repouso mais agradável.

O Hospital Bertioga foi o primeiro da Baixada Santista a apresentar planejamento de atividades em humanização ao Grupo de Trabalho de Humanização Regional (GTH) do Departamento Regional de Saúde (DRS IV). Detalhado pela Comissão de Humanização, o Plano de Humanização era baseado nas políticas Nacional e Estadual, além de outros relatórios como o Humaniza SUS.

O plano do hospital contava com total de 11 projetos, entre os quais Ouvidoria, Acolhimento com Classificação de Risco, Brinquedoteca, Voluntariado Musical e Manual do Paciente e Acompanhante.

 

TRANSPARÊNCIA NA GESTÃO

Desde o início dos trabalhos no Hospital Bertioga, a Fundação do ABC realizou periodicamente a apresentação do Balanço Social. O evento era aberto à população e reunia autoridades para prestação de contas e apresentação da produtividade e das metas atingidas pela FUABC. Esse mesmo relatório de desempenho era compilado e publicado em forma de jornal, que em agosto de 2014 chegou à 8ª edição – e última – edição.

Tanto o evento de prestação de contas quanto a publicação do jornal Balanço Social do Hospital Bertioga – FUABC fazem parte da política e da filosofia de trabalho da Fundação do ABC, que não abre mão da transparência na gestão, com apresentação clara para a população de todos valores recebidos, assim como da forma como foram utilizados e os resultados produzidos.

No último evento realizado para apresentação do Balanço Social em Bertioga, em outubro de 2013, o secretário de Saúde municipal, Manoel Prieto Alvarez, reconheceu a melhora do sistema de saúde: “Vejo que estamos nivelando a qualidade do atendimento da cidade por cima e até exportando a maneira de fazer saúde para outros municípios”, acrescentou Alvarez. Na oportunidade, o prefeito José Mauro Dedemo Orlandini também elogiou o trabalho da FUABC: “Hoje vivemos um momento muito bom, em que já podemos ver os frutos dos investimentos na qualidade de vida dos munícipes. Estamos todos juntos fazendo o melhor possível pela cidade”.

Hospital Bertioga
http://hospitalbertioga.com.br/
Praça Vicente Molinari, s/nº Vila Itapanhaú,
Bertioga (SP) - CEP 11250-000
Tel. (13) 3319-9900