Hospital Municipal Central de Osasco

A Fundação do ABC assumiu a gestão do Hospital Municipal Central de Osasco “Antonio Giglio” em 27 de abril de 2015. A unidade atende, em média, 700 pessoas diariamente e realiza 340 cirurgias por mês. Conta com mais de 200 leitos e 770 funcionários diretos vinculados à FUABC. Trata-se de hospital geral, sem maternidade, com leitos de internação em áreas como Clínica Médica, Clínica Cirúrgica, Ortopedia e Pediatria, além de contar com Unidade de Terapia Intensiva adulto e infantil e Hospital Dia.

Entre os serviços de apoio diagnóstico e terapêutico estão exames laboratoriais de hematologia, bioquímica, análises de amostras biológicas (urina, fezes e secreções, por exemplo), imunoquímicos, hormonais, microbiologia, anatomia patológica e parasitologia. No campo de imagem, o parque tecnológico oferece radiologia, tomografia, ultrassom, endoscopia e doppler.

Na lista de novidades implantadas pela FUABC na unidade está o serviço de cirurgias por videolaparoscopia, que garantem menor tempo de internação, diminuição da dor no pós-operatório, mais rapidez na recuperação e no retorno ao trabalho e às atividades cotidianas.

UPA CENTRO – Inaugurada em 15 de junho de 2016, a Unidade de Pronto Atendimento Centro de Osasco – nomeada UPA Vicente Missiano – concentra serviços de urgência e emergência adulto, antes alocados no Hospital Municipal Central de Osasco. Gerida pela FUABC, a UPA realiza média de 500 atendimentos mensais e funciona 24 horas por dia, inclusive aos sábados, domingos e feriados. São mais de 1.300 m², com infraestrutura moderna, que garante conforto e agilidade no atendimento dos usuários.

Classificada como Porte III, a UPA Centro conta com 14 leitos de observação e dois leitos de isolamento. Atende casos de pequenas e médias urgências e emergências nas áreas de Clínica Médica, Clínica Cirúrgica e Ortopedia, além de oferecer serviço de urgência em Odontologia. São dois andares com consultórios, salas de espera e recepção, administração e almoxarifado, além de posto de enfermagem, quartos de observação masculina, feminina e isolamento. Também há espaços destinados à inalação, sutura, curativos, coleta de exames, medicação e soroterapia.

 

ENCERRAMENTO DE CONTRATO

Em 2017, a Prefeitura de Osasco, por meio da Secretaria de Saúde, optou pela substituição da Organização Social que gerencia os equipamentos de saúde. Dessa forma, a FUABC atuou no município somente até 31 de julho de 2017.

 

DEVER CUMPRIDO

Goteiras, rachaduras nas paredes, falta de equipamentos e até mesmo de materiais básicos. Em meio a graves problemas de infraestrutura, acessibilidade, zeladoria e segurança, a Fundação do ABC assumiu em abriu de 2015 o Hospital Municipal Central de Osasco Antonio Giglio (HMCO). O abandono da unidade e o descrédito da população com aquele que deveria ser o principal equipamento de saúde municipal não intimidaram a FUABC, que deu início à reforma completa da unidade, qualificação dos profissionais, aquisição de equipamentos e à abertura de alas e serviços fundamentais para a assistência humanizada e de qualidade.

Em menos de dois anos de gestão da Organização Social de Saúde, a transformação do hospital e os resultados positivos são indiscutíveis. O índice de satisfação dos usuários com os atendimentos da FUABC era de mais de 90%. Entre serviços prestados na UPA e no hospital, a média era de 30.000 atendimentos por mês. Desse volume, a Ouvidoria da Prefeitura recebia, no máximo, cinco reclamações mensais – 100% respondidas pela Fundação do ABC.

“Iniciamos a gestão em um hospital sucateado e transformamos a unidade. A Fundação do ABC investiu mais de R$ 1,5 milhão em melhorias no Hospital Antonio Giglio. Além disso, a população do município passou a contar serviços disponíveis nos principais hospitais particulares, como o sistema de acolhimento com classificação de risco e as cirurgias por videolaparoscopia, que evitam grandes cortes e permitem a recuperação mais rápida dos pacientes”, enumera o ex-diretor geral do HMCO, Dr. Alessandro Neves, que completa: “Nos dois anos de trabalho da FUABC, também entregamos uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) nova, com 8 leitos destinados à retaguarda dos usuários do pronto-socorro, e inauguramos o Hospital Dia, para internação de pacientes que aguardam por cirurgias de baixa complexidade. Demos início ao Ambulatório Cirúrgico, inédito no município, implantamos programa de gerenciamento de leitos, iniciamos a aplicação efetiva de indicadores de gestão hospitalar, entre muitas outras ações que fizeram o Hospital Antonio Giglio reconquistar a confiança e o reconhecimento da população de Osasco”.

Somente em 2016, a Fundação do ABC realizou em Osasco mais de 270 mil consultas e atendimentos, quase 675 mil exames e procedimentos, além de 4.149 cirurgias e 9.355 internações. A gestão da UPA Centro teve início em junho de 2016.

Outra conquista do período diz respeito ao cumprimento das metas. “Não existia um só leito ocioso no Hospital Municipal Central de Osasco e a ocupação estava sempre acima da capacidade instalada. Nos dois anos de gestão compartilhada em Osasco, temos orgulho em dizer que a FUABC cumpriu rigorosamente todas as metas. Realizamos 100% do contrato com a Prefeitura. Por essa razão, encerramos as atividades no município com sentimento de dever cumprido e, o mais importante, com elevado índice de satisfação da população pelos serviços prestados”, finaliza Dr. Alessandro Neves.

HOSPITAL MUNICIPAL CENTRAL DE OSASCO
Rua Pedro Fioretti, 48
Bairro Centro – Osasco (SP). CEP: 06013-070
Tel.: (11) 2183-9333

UPA CENTRO DE OSASCO
Rua Aymoré de Mello Dias, 51
Bairro Centro – Osasco (SP). CEP: 06013-060
Tel.: (11) 3681-8323 / 3681-2771 / 3681-2845