Histórico

Fundação do ABC

Quase 50 anos dedicados à saúde

Caracterizada como pessoa jurídica de direito privado, qualificada como Organização Social de Saúde e entidade filantrópica de assistência social, saúde e educação, a Fundação do ABC foi criada em 1967 com intuito de viabilizar uma faculdade de medicina no Grande ABC. Foi instituída como fundação sem fins lucrativos pelos 3 municípios que encabeçam o ABC Paulista (Santo André, São Bernardo do Campo e São Caetano do Sul). É declarada instituição de Utilidade Pública nos âmbitos federal e estadual e na cidade-sede de Santo André através do registro CMC nº 132.124-1 (PMSA). Em 2007 foi reconhecida como Entidade Benemérita também pelas Câmaras de Vereadores de São Bernardo do Campo e São Caetano do Sul.

Com sede e foro na cidade de Santo André, a Faculdade de Medicina do ABC foi autorizada a funcionar pelo Decreto Federal N.64.062, de 5 de fevereiro de 1969 e reconhecida pelo Decreto Federal N.76.850, de 17 de dezembro de 1975, publicado no Diário Oficial da União em 19 de dezembro de 1975. Primeira mantida da Fundação do ABC, a FMABC abriga hoje 8 cursos de graduação na área de Ciências da Saúde: Medicina, Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Terapia Ocupacional, Nutrição, Gestão em Saúde Ambiental e Tecnologia em Gestão Hospitalar. Tem como missão promover o ensino, a pesquisa, a assistência e a extensão segundo critérios de excelência acadêmica.

Em 2014, ano em que completou 45 anos, a escola contabilizou mais de 200 mestres e doutores formados, 1.600 residentes e 4.500 alunos diplomados na graduação. Atualmente a FMABC também conta com mais de 30 cursos de pós-graduação “Lato Sensu”, 150 projetos de iniciação científica em andamento e “Stricto Sensu” – Mestrado e Doutorado – reconhecido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).

Também em 2014, a Faculdade de Medicina do ABC conquistou seu melhor resultado global de todas as edições das avaliações do Ministério da Educação. No Índice Geral de Cursos – IGC (avaliação institucional global), a FMABC conseguiu manter nota 4 (o conceito máximo da avaliação é 5). Já nos cursos isolados, Medicina manteve a nota máxima 5 no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (ENADE), enquanto Enfermagem passou de 3 para 5. As graduações em Farmácia, Nutrição e Fisioterapia ficaram classificadas entre as melhores do país, todas com conceito 4.

Parceira estratégica dos municípios

Com o passar dos anos, a Fundação do ABC passou a ser encarada como parceira estratégica das prefeituras do Grande ABC – e mais recentemente do Litoral paulista, Franco da Rocha, Caieiras e Francisco Morato – no que diz respeito à gestão e assistência em saúde. Com o braço de ensino da Faculdade de Medicina do ABC, hoje a Fundação do ABC está à frente de diversas unidades de saúde denominadas mantidas – modelo em que a gestão plena dos equipamentos está a cargo da FUABC, tanto na área administrativa como na clínica, sob diretrizes pré-estabelecidas pelo parceiro (prefeitura ou Governo do Estado).

A Fundação do ABC é mantenedora de 18 hospitais e 3 AMEs (Ambulatórios Médicos de Especialidades), além da Faculdade de Medicina do ABC e de uma Central de Convênios que administra mais 40 planos de trabalho específicos – incluindo UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) em Santo André, São Bernardo, Franco da Rocha, Guarulhos e Mogi das Cruzes. São cerca de 21 mil funcionários diretos no total.

A Central de Convênios é hoje a maior mantida da Fundação do ABC. Criada em 2007 para prestar serviços sob necessidades específicas em saúde, a entidade conta com mais de 8.200 funcionários e atua por meio de contratos de gestão e convênios junto à diversas prefeituras. São colaboradores que atuam tanto na assistência à saúde da população quanto nas áreas administrativas e de serviços gerais de UPAs (Unidades de Pronto Atendimento), UBSs (Unidades Básicas de Saúde), PID (Programa de Internação Domiciliar), CAPS (Centro de Atenção Psicossocial), Programa de Saúde da Família e SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), entre outros.

Entre as parcerias mais recentes, a Fundação do ABC assumiu em 2014 a gestão de três equipamentos estaduais: o Centro Hospitalar do Sistema Penitenciário (CHSP), na Capital, o Hospital Estadual de Francisco Morato “Prof. Carlos da Silva Lacaz”, e o Instituto de Infectologia Emílio Ribas II do Guarujá. Em 2015, a Fundação do ABC incorporou o Hospital Municipal Central de Osasco Antonio Giglio e três unidades em Guarulhos: Policlínica do Jardim Maria Dirce, Policlínica do Jardim Paraíso e UPA do Jardim São João Lavras. No segundo semestre, a FUABC iniciou parcerias com as prefeituras de Mogi das Cruzes e de São Paulo, na região de São Mateus.

Unidades sob gestão da FUABC

• Faculdade de Medicina do ABC

• Hospital Estadual Mário Covas de Santo André

• Hospital da Mulher de Santo André

• AME (Ambulatório de Especialidades Médicas) Santo André

• AME (Ambulatório de Especialidades Médicas) Mauá

• AME (Ambulatório de Especialidades Médicas) Praia Grande

• Complexo de Saúde de de Mauá / Hospital Nardini

• Complexo Hospitalar de São Bernardo (Hospital Anchieta, Hospital Municipal Universitário, Hospital Municipal de Clínicas José Alencar e Hospital e Pronto-Socorro Central)

• Complexo Hospitalar de São Caetano (Hospital Márcia Braido, Hospital Maria Braido, Hospital de Emergências Albert Sabin, Hospital São Caetano, Hospital da Mulher e Complexo Municipal de Saúde)

• Complexo Hospitalar Irmã Dulce de Praia Grande (Hospital Municipal, PS Central e UPA Samambaia)

• Instituto de Infectologia Emílio Ribas II do Guarujá

• Hospital Estadual de Francisco Morato “Prof. Carlos da Silva Lacaz”

• Centro Hospitalar do Sistema Penitenciário (CHSP)

• Hospital Municipal Central de Osasco Antonio Giglio

• Central de Convênios (Gerência de mais de 40 planos de trabalho específicos, entre os quais unidades de saúde em São Mateus e UPAs em Santo André, São Bernardo, Franco da Rocha, Guarulhos e Mogi das Cruzes)

Responsabilidade Corporativa

Com perfil filantrópico e dedicada integralmente ao ensino, pesquisa e à assistência à saúde, a Fundação do ABC disponibiliza praticamente 100% da capacidade instalada a serviço do SUS (Sistema Único de Saúde). Presta atendimento à população a partir de parcerias com o Governo do Estado e prefeituras, respondendo pela gestão de diversas unidades nos municípios de Santo André, São Bernardo, São Caetano, Mauá, Rio Grande da Serra, Franco da Rocha, Caieiras, Guarulhos, Francisco Morato, Osasco, São Paulo – Região de São Mateus e Mogi das Cruzes, além de Praia Grande e do Guarujá.

Em 2014, a Fundação do ABC respondeu por mais de 11,1 milhões de consultas e atendimentos, assim como 18,9 milhões de exames e procedimentos. No mesmo período foram realizadas 87,8 mil cirurgias e quase 100 mil internações.

A participação efetiva da FUABC nos campos da educação e da saúde dos três municípios instituidores e dos demais que compõem a rede de atuação demonstra-se pela qualidade do atendimento oferecido à comunidade. Os serviços promotores, preventivos e orientadores para a saúde da população são diversos e abrangem mais de 30 especialidades médicas, sem contar as áreas não médicas, como enfermagem, nutrição e fisioterapia, por exemplo. Já a integração social se faz presente nos vários mutirões gratuitos de saúde ou nas diversas parcerias com municípios e governos Estadual e Federal, que se efetivam por meio de planos de trabalho com gestão plena, cogestão ou a partir de convênios específicos.