Hospital Estadual Metropolitano Santa Cecília

Parceria entre a Fundação do ABC e o Governo do Estado de São Paulo, o Hospital Estadual Metropolitano Santa Cecília foi inaugurado em meados de abril de 2021 como Hospital de Campanha do Governo do Estado, exclusivo para o atendimento de casos de Covid-19.

Localizado na região central da Capital, o Hospital está instalado em prédio com 10 andares cedido por um ano ao Estado pela iniciativa privada, onde funcionou o Hospital Santa Cecília até 2019 – desde então, a unidade permaneceu desativada. O plano de trabalho apresentado pela Fundação do ABC foi eleito vencedor para celebração do convênio emergencial para gerenciamento da unidade, cuja publicação no Diário Oficial do Estado ocorreu em 27 de março de 2021. Na mesma data, comitiva da FUABC e da Secretaria de Estado da Saúde estiveram no local para receber as chaves.

A partir de então, em apenas 15 dias o hospital recebia o primeiro paciente internado por Covid-19, às 20h04 de 11 de abril. Com alas e leitos abertos gradativamente, foram 54 dias entre o recebimento das chaves e o cumprimento integral da primeira etapa do contrato, com a entrega de 60 leitos.

Em julho de 2021, o Hospital Santa Cecília colocou em operação 44 novos leitos, sendo 20 de Unidade de Terapia Intensiva e 24 de Enfermaria. A implantação ocorreu de forma gradativa, com a abertura em 1º de julho de uma UTI no 7º andar com 10 leitos. Até a metade do mês foram abertos mais 10 leitos de UTI no 9º andar e, dia 27 de julho, a ampliação foi concluída com mais 24 leitos de Enfermaria no 8º andar. Ao todo, a unidade passou a operar com 104 leitos, sendo 40 leitos de UTI e 64 de Enfermaria.

Paralelamente às questões assistenciais, um dos pontos mais importantes do projeto da Fundação do ABC é a preocupação com o bem-estar dos pacientes e de seus familiares durante todo o período de internação. Desde o início, o foco está direcionado para a humanização do serviço e acolhimento dos pacientes e seus familiares. Equipes de assistentes sociais e de Psicologia estão empenhadas nesse sentido. Também se optou pela instalação de um espaço exclusivo para os familiares, em função da restrição de visitas pelo elevado risco de contaminação pela Covid-19. Dessa forma, foi criada a Visita Virtual em ala externa, no primeiro pavimento do Hospital – um serviço que conecta as famílias aos entes queridos internados. Do lado de dentro, as equipes assistenciais coordenam a questão logística, que funciona a partir de videochamadas em tempo real.

Diariamente são realizadas visitas virtuais com as famílias, que podem conversar com os pacientes, matar a saudade e ter mais proximidade com seus entes queridos, apesar da distância. A estrutura foi montada junto ao Serviço Social e as visitas são acompanhadas por um psicólogo. Esse não é um momento dedicado a informações sobre o estado de saúde, mas sim de conversa, carinho e conforto. Por sua vez, os boletins de saúde dos pacientes são passados diariamente à família por telefone, diretamente pela equipe médica.

Outro exemplo da importância da unidade no combate à pandemia ocorreu em junho de 2021, quando o Hospital Estadual Metropolitano Santa Cecília recebeu nove pacientes graves com Covid-19 transferidos de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. A primeira alta médica foi registrada em 29 de junho. Aos 57 anos, o pastor batista da cidade de Dourados (MS), Samuel Auro Monteiro de Souza, venceu a batalha contra o novo coronavírus e deixou a unidade. O momento foi acompanhado pela equipe de Comunicação do Exército, tendo em vista que o paciente foi transportado para São Paulo por meio de aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB).

Praça Marechal Deodoro, 151
Bairro Santa Cecília, São Paulo-SP
CEP: 01150-011