Fundação do ABC valoriza ações de sustentabilidade

Publicado em: 06/04/2011

Logo Fundação Sustentável vai marcar ações em favor do meio ambiente

A Fundação do ABC lançou em março de 2011 logomarca exclusiva para marcar ações em favor da preservação do planeta. A exemplo de programas na iniciativa privada e prêmios na esfera pública que incentivam atitudes de sustentabilidade junto aos funcionários e à comunidade, a FUABC também quer levar seus colaboradores a ser cidadãos conscientes e agentes multiplicadores de boas práticas ambientais.

O logo Fundação Sustentável associa o símbolo da instituição à imagem de uma árvore e foi lançado dia 10 com a inauguração da Oficina de Reciclagem no campus em Santo André. O espaço foi planejado para transformar materiais reaproveitáveis em artesanato, uma parceria com o braço de ensino da FUABC, a Faculdade de Medicina do ABC. A princípio será uma fábrica de reciclagem de papel e os oficineiros serão os próprios pacientes SUS atendidos no Ambulatório de Especialidades da FMABC no campus, orientados por professores e alunos de áreas como hebiatria (jovens), terapia ocupacional, fisioterapia e gestão em saúde ambiental. A ideia é que a oficina se transforme também em fonte de trabalho e renda dos participantes.

Uma das diretrizes da Fundação do ABC em 2011 é que cada uma das 13 instituições nossas-unidades desenvolvam pelo menos dois programas envolvendo responsabilidade social ambiental. O selo pretende endossar ações não só na rede FUABC como também de fornecedores e clientes que apoiarem a causa.

Amigo do Meio Ambiente

Ações ambientais, aliás, pautam há tempos os trabalhos da FUABC e suas nossas-unidades. Hospital da Mulher e Hospital Mário Covas em Santo André conquistaram em 2010 o prêmio “Amigo do Meio Ambiente” concedido pelo Governo do Estado. No Hospital da Mulher, por exemplo, há campanha permanente de arrecadação de pilhas e baterias, além de todos os aparelhos com mercúrio terem sido substituídos por digitais. O Mário Covas foi contemplado em 2009 e 2010: a primeira vez pelo programa de descarte correto de resíduos infectantes que reduziu em 70% o volume de lixo, a segunda pelo plantio de 35 mudas no jardim externo do hospital. Cada departamento do HEMC apadrinhou passou a cuidar de uma árvore.

Na mantenedora Fundação do ABC houve a criação formal em 2010 de um Departamento de Sustentabilidade. As primeiras ações contemplaram a troca de papel branco por papel reciclado, além da substituição de copos plásticos por canecas inox, o que significa ao final de um ano quase 110 mil copos a menos enviados ao aterro sanitário. As árvores de Natal da FUABC e da FMABC foram confeccionadas com garrafas pet recicláveis e houve colocação de coletores de pilhas e baterias em todos os departamentos e na entrada principal da sede administrativa.

Março de 2011 foi batizado como “Mês do Consumo Consciente” na FUABC e na Central de Convênios. Além de palestra com o professor Rogério Alvarenga, do curso de Gestão em Saúde Ambiental da Faculdade de Medicina do ABC, os funcionários foram alertados com mensagens diárias nos computadores sobre a importância de economizar água, luz e preservar os recursos finitos da natureza. Um concurso de frases também mobilizou os colaboradores. O oficial administrativo Elson Nascimento Queiroz venceu com “Dentre todos os combustíveis que movem máquinas no mundo inteiro, a água é o único combustível que move a vida”.

Com apoio também do curso de Gestão em Saúde Ambiental da FMABC,  houve lançamento de campanha de arrecadação de óleo usado de cozinha nos bairros vizinhos de Sacadura Cabral e Príncipe de Gales. Acordo com a Reisan, de Diadema viabiliza o reaproveitamento do óleo.

Lâmpadas mais econômicas

Também no Hospital Irmã Dulce há preocupação com gerenciamento de resíduos, por meio de coleta e venda de materiais recicláveis, por valor simbólico, a uma cooperativa de Praia Grande. A destinação adequada de lâmpadas fluorescentes é outra medida importante.  As lâmpadas fluorescentes usadas seguem para descontaminação por uma empresa especializada. O processo separa o vidro do mercúrio, que é reaproveitado, não entra em contato com o solo e evita contaminação. Por ser altamente poluente. Baterias e pilhas usadas também são armazenadas para a correta destinação.

Outro benefício ecológico foi a substituição de lâmpadas incandescentes de 60 e 100 watts por fluorescentes compactas. As fluorescentes com reatores de 40 watts deram lugar a lâmpadas de 32 watts, em ação promovida em conjunto com a Companhia Piratininga de Força e Luz (CPFL) por meio do Programa de Eficiência Energética em Prédios Públicos. Reatores eletromecânicos também foram trocados por outros que consomem menos energia, são mais eficientes e têm durabilidade maior, o que gera menos manutenções.

Veja aqui o nosso compromisso com o meio ambiente

Palavras-chave:
Warning: Undefined variable $htmlTags in /home/storage/4/2d/71/fuabcorgbrprovis1/public_html/wp-content/themes/fuabc_bom/single-noticias.php on line 31
Fundação do ABC, Fundação Sustentável, logomarca exclusiva, preservação do planeta, atitudes de sustentabilidade, funcionários, comunidade