Nardini oferece suporte no combate ao álcool e drogas

Publicado em: 24/01/2013

Nova política de atenção aos dependentes de Mauá busca tratamento integral e reinserção social

A Prefeitura de Mauá vai reforçar e ampliar a rede pública de saúde voltada aos dependentes químicos. A nova política anunciada pela secretária de Saúde, Lumena Furtado, vai focar o cuidado integral ao paciente e sua reintegração social, em abordagem alternativa às internações compulsórias adotadas neste mês pelo governo do Estado.

Dentre as novas estratégias estão a alteração do atendimento do Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS) para 24 horas ainda neste primeiro semestre e criação de Equipe de Consultório de Rua e Redução de Danos. A curto prazo, o Hospital Nardini-FUABC terá requalificados os oito leitos da emergência psiquiátrica para servir de retaguarda, serão criados leitos em UPAs (Unidade de Pronto Atendimento) para desintoxicação e haverá descentralização do atendimento para as UBSs (Unidades Básicas de Saúde).

“Vamos articular com a rede intersetorial envolvendo a Educação, Cultura, Lazer, Esporte, Habitação, Justiça, Assistência Social e Segurança Pública, assim realizando um trabalho em conjunto e mais objetivo”, afirmou a secretária sobre a construção de tratamentos que construam vínculos, em ações conjuntas.

“Vamos aproximar a família, pode ser pai e mãe, um irmão, um vizinho mais próximo, pois com certeza sozinho não é possível realizar um tratamento”, argumentou a secretária de Saúde, Lumena Furtado, em coletiva dia 23 de janeiro.

Infanto-Juvenil

Para 2014 há projeto de implantação de CAPS infanto-juvenil também com atendimento 24 horas. “Essas ações buscam trazer a pessoa que está em uso de drogas e álcool criando um vínculo, entrando em sua realidade sem ações radicais, mostrando à própria pessoa os malefícios e diminuindo os danos que a droga traz, afastando-a do vício e possibilitando um tratamento mais eficaz”, explicou.

Outro importante pilar para o projeto é a implantação de uma Unidade de Acolhimento para adultos, outra Unidade infanto-juvenil e criação de Residência Terapêutica para retirar moradores do Hospital Lacan, instituição que se dedica à internação de pacientes com dependência química, alcoolismo e transtornos mentais. “Vamos trazer os pacientes de Mauá que estão lá para aproximá-los das famílias e investir em iniciativas de geração de renda e reinserção escolar”, salientou Lumena Furtado.

Para a qualificação da rede e implantação de serviços não existentes em Mauá, a Secretaria de Saúde anunciou que buscará parcerias com os governos federal e estadual, além da iniciativa privada.

Palavras-chave:
Warning: Undefined variable $htmlTags in /home/storage/4/2d/71/fuabcorgbrprovis1/public_html/wp-content/themes/fuabc_bom/single-noticias.php on line 31
Hospital Nardini-FUABC, Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS), ampliar, rede pública de saúde, dependentes químicos