Diretor do Hospital Mário Covas faz palestra no 13º Congresso Paulista de Infectologia

Postado por Eduardo Nascimento em 24/jun/2022 -

O diretor-geral do HEMC, Dr. Adilson Cavalcante

Diretor-geral do Hospital Estadual Mário Covas (HEMC), em Santo André, o médico infectologista Dr. Adilson Cavalcante participou hoje (24 de junho) como convidado do 13º Congresso Paulista de Infectologia. O evento da Sociedade Paulista de Infectologia ocorre de 22 a 25 de junho, no Centro de Convenções Frei Caneca, na Capital, com objetivo de debater os temas mais atuais, tratamentos, estudos e demais novidades da especialidade.

Dr. Adilson Cavalcante abordou o tema “Medidas de prevenção da COVID-19 em ambiente hospitalar”, quando pode detalhar não somente a experiência do Hospital Mário Covas no combate à pandemia, mas também o trabalho vitorioso realizado no Hospital de Clínicas de São Bernardo do Campo, onde ocupou o cargo de diretor-técnico até novembro de 2021.

Com ampla experiência em gestão em Saúde e mais de 7 anos à frente da Direção Técnica do Hospital Anchieta (São Bernardo), Dr. Adilson Cavalcante é formado em Medicina há mais de 20 anos pela Universidade do Oeste Paulista. Professor do Centro Universitário Faculdade de Medicina do ABC (FMABC) desde 2005, o atual diretor-geral do HEMC também traz no currículo especializações em Gestão Municipal do Sistema Único de Saúde (SUS), Residência Médica em Infectologia, e título de infectologista pela Associação Médica Brasileira e Sociedade Brasileira de Infectologia.

Governador visita Hospital Nardini e libera R$ 9 milhões para custeio

Postado por Maíra Oliveira em 24/jun/2022 -

Recurso será pago até o fim do ano em seis parcelas de R$ 1,5 milhão e é destinado às despesas de manutenção da unidade

 

O presidente da FUABC, Dr. Luiz Mário Pereira de Souza Gomes, cumprimenta o governador do Estado de SP, Rodrigo Garcia

Dia 16 de junho, o governador do Estado de São Paulo, Rodrigo Garcia, visitou as instalações do Hospital de Clínicas Dr. Radamés Nardini, em Mauá, para anunciar a liberação de R$ 9 milhões destinados ao auxílio no custeio da unidade hospitalar, gerenciada pela Fundação do ABC. O valor será pago em seis parcelas de R$ 1,5 milhão até o fim do ano. Além do governador, estiveram presentes na cerimônia o secretário de Estado da Saúde, Dr. Jean Gorinchteyn, o presidente da FUABC, Dr. Luiz Mário Pereira de Souza Gomes, a diretora-geral do Hospital Nardini, Dra. Adlin Savino Veduato, além de prefeitos, deputados, vereadores e colaboradores.

“Falar do Hospital Nardini e da importância deste equipamento para a cidade de Mauá e o Grande ABC é redundante. Parabenizo o nosso governador pela sensibilidade de entender que temos uma parceria. O momento é de muita alegria e gratidão. O recurso será muito bem utilizado em prol da saúde da população”, disse a diretora-geral da unidade, Dra. Adlin Savino Veduato.

O presidente da FUABC e a diretora-geral do Hospital Nardini, Dra. Adlin Veduato

O governador destacou os esforços da gestão para qualificar o sistema de saúde a partir de parcerias com serviços municipais. “Estamos reorganizando todo o sistema de Saúde do Estado de São Paulo. Inclusive, apoiando muitos hospitais municipais. Que o Hospital Nardini se integre cada vez mais ao grande de sistema de saúde que o nosso Estado tem. Estou feliz de vir aqui, anunciar este aporte e cumprir uma obrigação do Estado de São Paulo, que é apoiar os municípios no cuidado à saúde”, disse o governador, Rodrigo Garcia.

Até 2019, o governo estadual transferia à Prefeitura de Mauá a quantia mensal de R$ 1 milhão como cofinanciamento para a manutenção do Hospital Nardini. No início do ano passado, por meio do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, a Prefeitura solicitou a retomada do aporte devido ao alto custo mensal do hospital, que demanda R$ 9,5 milhões.

A unidade, localizada na Vila Bocaina, é referência hospitalar para o atendimento de pacientes dos municípios de Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra, região que engloba aproximadamente 640 mil habitantes.

Equipe da FUABC participa do Universo TOTVS 2022

Postado por Maíra Oliveira em 24/jun/2022 -

Evento de tecnologia ocorreu no Expo Center Norte, em São Paulo

As equipes dos departamentos Financeiro e de Tecnologia da Informação (T.I.) da Fundação do ABC participaram, dias 14 e 15 de junho, do “Universo TOTVS 2022”, um dos maiores eventos de tecnologia e negócios do País. Organizada no Expo Center Norte, em São Paulo, a atividade abordou os lançamentos de produtos, inovações e tendências da TOTVS, maior empresa brasileira na área de tecnologia, desenvolvimento de sistemas e soluções empresariais para diversos segmentos.

A FUABC (Mantenedora) dispõe da licença para uso de diversos módulos utilizados pelas áreas de T.I., Financeiro, Compras, Contabilidade, Recursos Humanos, entre outras. O evento, organizado anualmente, é indicado para profissionais de T.I., Administrativo/Financeiro, Operações, Recursos Humanos e Marketing, que desejam ter um olhar mais estratégico e aplicar tecnologia de forma inteligente em seus projetos.

Em busca de inovação e conhecimento, a equipe técnica da FUABC participou de diversos cursos, palestras e atividades, como nas salas sobre “Mudanças tecnológicas, como isso transforma você, seu negócio e a TOTVS”; “Evolução da plataforma TECH”; “Linha Protheus, interface Robot para automatizar processos de testes”; “Arquitetura de Softwares”, entre outras.

Paula Branco e Fernanda Oguihara Gomes, do setor Financeiro

Equipe de Tecnologia da Informação (T.I.) da FUABC

Já a equipe do Financeiro integrou os treinamentos “Nova jornada da gestão financeira e contábil no TOTVS Backoffice – Linha Protheus”; “Evolução da Plataforma TECHFIN”; “Dados financeiros precisos e atualizados direto do seu ERP”; e “Evolução e novidades da EFD – Reinf e eSocial com os novos painéis de gestão”.

Para a gerente financeira corporativa da FUABC, Paula Branco, a oportunidade amplia horizontes e aperfeiçoa processos internos de trabalho. “É fundamental buscarmos conhecimento e modernização tecnológica para evoluirmos a nossa gestão sistêmica de dados, finanças e estatísticas operacionais. A experiência foi incrível e nos estimula a integrar continuamente novos eventos deste porte”, finaliza.

Além da gerente, participaram do evento pelo departamento Financeiro as colaboradoras Fernanda Oguihara Gomes, Michelly Morlane e Vanessa Locatelli. Edson Novaes, Alan Chagas, Daniel Bastos e Mirio Gonçalves Belo representaram a área de T.I. da FUABC.

Cuidando de Quem Cuida: AME Itapevi celebra Semana da Enfermagem

Postado por Maíra Oliveira em 24/jun/2022 -

A Semana da Enfermagem do Ambulatório Médico de Especialidades (AME) de Itapevi foi realizada entre os dias 9 e 13 de maio. A temática deste ano foi: “Cuidando de Quem Cuida”, com o intuito de chamar a atenção para a importância do autocuidado, saúde mental e bem-estar dos profissionais de Enfermagem, especialmente no contexto da pandemia.

A Comissão de Eventos da unidade programou diversas atividades durante a semana. Entre elas, um concurso cultural que premiou a melhor frase da equipe de Enfermagem sobre o autocuidado. A frase vencedora foi da técnica de enfermagem Cristiane Rocha Teixeira: “A enfermagem é a arte do cuidar. Estamos presentes em todos os momentos da vida. Desde o nascimento até a morte as nossas mãos te tocam”.

Outra ação realizada foi a palestra com a temática do autocuidado, ministrada pela Supervisora de Enfermagem do Hospital Geral de Itapevi, a enfermeira Vânia Aparecida de Castro. Com objetivo de gerar momentos de aprendizagem, também foram organizadas duas oficinas artesanais: “Sais de Banho” e “Chaveiro de jacarés de miçangas”.

Para o encerramento da Semana, a unidade organizou um café da manhã para os colaboradores e abriu um espaço chamado “Sala das Sensações”. O foco é enfatizar a importância e o valor dos sentidos, como sentir aromas de perfumes, ouvir música, saborear alimentos, poder enxergar, tocar e realçar de que forma os sentidos podem trazer sensações boas, como gratidão e alegria. O espaço contava com música ambiente, difusor de essências e fotos-lembranças suspensas no teto da sala. Todos os profissionais que passaram pelo local puderam procurar suas fotos e retirar a sua lembrança.

AME Itapevi inicia participação no “Corujão de Cirurgias Eletivas” do Governo do Estado

Postado por Maíra Oliveira em 24/jun/2022 -

Unidade fará procedimentos para tratamento de varizes

Com objetivo de agilizar o atendimento dos pacientes e diminuir a fila de espera por cirurgias eletivas, no mês de maio o Ambulatório Médico de Especialidades (AME) de Itapevi iniciou sua participação no programa “Corujão de Cirurgias Eletivas”, firmado entre a Secretaria de Estado da Saúde e a Fundação do ABC por meio de termo aditivo ao contrato de gestão. Serão realizados, em média, 20 procedimentos de escleroterapia com espuma por mês, ou 160 atendimentos no período de maio a dezembro. A técnica é indicada para o tratamento de varizes.

Todos os pacientes são inseridos na agenda da unidade por meio da Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde (CROSS) para avaliação com cirurgião vascular. Após a consulta médica, o procedimento é agendado.

O governador do Estado de São Paulo, Rodrigo Garcia, anunciou em 25 de maio o programa de cirurgias para zerar a fila de mais de 538 mil cirurgias cadastradas na CROSS. Com objetivo de acabar com a demanda reprimida, haverá cirurgias extras na rede estadual, remuneração dobrada nos hospitais do Sistema Único de Saúde (SUS) e a contratação de serviços privados.

A estratégia tem duração prevista para quatro meses, contempla 54 cirurgias ofertadas no SUS em sete especialidades, como do aparelho circulatório, visão, digestivo e abdominais, osteomolecular e geniturinário, das glândulas endócrinas e em nefrologia.

PROCEDIMENTO

A técnica de escleroterapia, feita através de punção guiada por ultrassonografia, consiste em injetar nas veias medicamento em forma de espuma, capaz de secar os vasos com má circulação do sangue. Essa solução faz com que a veia inflame e feche, o que obriga o sangue a se redirecionar para veias saudáveis. Trata-se de um procedimento minimamente invasivo e utilizado no tratamento de veias varicosas e úlceras venosas.

Estratégia de Saúde da Família: Saúde Bucal é tema de palestras em Itatiba

Postado por Maíra Oliveira em 24/jun/2022 -

Ao todo, 13 pacientes foram orientados sobre o tema

Neste mês de junho duas ações de promoção e prevenção à saúde foram realizadas em Itatiba, interior de São Paulo, por equipes da Fundação do ABC. A primeira na unidade de Estratégia de Saúde da Família (ESF) do Jardim Nações, com a palestra conduzida pela funcionária Jéssyca Barbosa da Silva Maestre, responsável técnica pelo setor de Odontologia da unidade. Ao todo, participaram 13 pacientes.

O tema abordado foi “A Relação da Diabetes e da Hipertensão Arterial com a Odontologia”. Foram explicados os riscos que estas doenças crônicas podem trazer, curiosidades, possíveis sinais e doenças odontológicas que podem se agravar e provocar danos. Além da palestra, foi realizada uma demonstração de técnica de higiene bucal e orientações. A equipe também reforçou a importância do acompanhamento da equipe multiprofissional. Por fim, os pacientes receberam novas escovas dentais.

 

Pais de crianças especiais participaram de palestra

APAE ITATIBA

A outra ação de promoção à saúde foi conduzida pela dentista Karina Maria Costa, da unidade ESF Colina, na Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Itatiba. Destinada aos pais dos pacientes, a palestra reforçou a importância de cuidar da saúde bucal de filhos com necessidades especiais. Foram abordados temas como escovação correta, uso do fio dental, dieta saudável, adaptadores e outros recursos que podem auxiliar na higienização. Todos os participantes receberam kits de higiene.

AME Santo André terá serviço de quimioterapia

Postado por Maíra Oliveira em 24/jun/2022 -

Unidade é uma das cinco selecionadas pelo Governo do Estado para dar início ao programa ‘AME Oncologia’

 

O Ambulatório Médico de Especialidades (AME) de Santo André, gerenciado pela Fundação do ABC em parceria com o Governo do Estado, passará a contar com o tratamento de quimioterapia para pacientes com câncer. O anúncio ocorreu nesta semana, em 22 de junho, quando o governador Rodrigo Garcia lançou oficialmente o programa AME Oncologia, que vai oferecer diagnóstico e tratamento contra o câncer em cinco AMEs espalhados pelo Estado. Inicialmente, além de Santo André, contarão com o serviço as unidades de Taubaté, Itapetininga, Dracena e Mogi das Cruzes.

O lançamento ocorreu no AME Barradas – unidade de referência na Zona Sul da Capital e que já presta atendimento a pacientes com câncer de pele e de intestino – e contou com as presenças da diretora-geral do AME Santo André, Marina Daminato, do gerente administrativo, Dagoberto Gomes de Moura, e do gerente médico, Dr. Rodrigo Mota. As cinco unidades passam a integrar a Rede Hebe Camargo de Combate ao Câncer e vão oferecer assistência mais próxima do paciente, que não precisará mais se deslocar para outras cidades para receber atendimento.

No Grande ABC, o AME-SA será um braço de apoio do Hospital Estadual Mário Covas (HEMC), referência em tratamento oncológico, e ficará responsável pelo atendimento de novos pacientes oncológicos da rede pública de saúde regional. O AME receberá casos de média e baixa complexidades e ofertará terapias infusionais, hormonioterapia e atenderá pacientes que necessitam de medicação via oral. O plano terapêutico e o envio dos medicamentos ficará a cargo do HEMC.

Para receber o serviço, a unidade precisará adaptar sua estrutura. Será providenciada a reforma de salas de apoio e do auditório, para a instalação de 10 poltronas infusionais. Sala de emergência, posto de enfermagem, sistema de ar-condicionado, rede de gases, farmácia e sanitários exclusivos também estão contemplados no projeto. Todas as adequações serão realizadas de acordo com as resoluções técnicas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) relativas à oferta de terapias oncológicas.

O PROGRAMA

Segundo o anúncio do Governo do Estado, serão atendidos mais de 3,2 mil novos pacientes por ano no programa AME Oncologia. Os cinco ambulatórios ganharão em complexidade e vão prestar atendimento com exames, consultas, cirurgias e sessões de quimioterapia. Juntos, vão ofertar mais de 20 mil sessões de quimioterapia por ano.

O programa também terá assistência contra o câncer de pele e de intestino em outras unidades de todas as regiões do Estado. A previsão é de que 61 AMEs passem a prestar atendimento com consultas, exames, biópsias e cirurgias contra o câncer de pele. As unidades terão uma agenda exclusiva para o tratamento oncológico, com prazo reduzido de 90 para 45 dias. Os pacientes serão encaminhados pelos municípios com protocolo especial para o tratamento da doença.

Já com relação ao câncer de intestino, o tempo de diagnóstico deve cair de 90 para 30 dias com a oferta de colonoscopia nos AMEs. O câncer de colón e reto é o que possui a segunda maior incidência no Estado. A agilidade no diagnóstico é fundamental para um tratamento mais eficaz e com maior chance de cura. A agenda exclusiva para o câncer de intestino será ofertada em 39 AMEs.

Funcionários receberam a 4ª dose da vacina contra a Covid-19

Além das vantagens assistenciais, o AME Oncologia otimiza os recursos do Governo do Estado. A instalação das unidades terá investimento 80% menor do que a implantação de um novo hospital para este fim, uma vez que potencializam a estrutura existente na rede de ambulatórios.

O investimento do Governo do Estado nesta primeira fase do programa, que poderá ter o atendimento em quimioterapia estendido para outras unidades, é de R$ 4,5 milhões, com custeio anual previsto de R$ 50 milhões.

VACINAÇÃO

Com objetivo de reforçar a saúde e a segurança dos colaboradores e pacientes, dias 13 e 14 de junho o AME-SA promoveu uma campanha contra a Covid-19 para imunização dos funcionários com a 4ª dose do esquema vacinal. Ao todo, foram aplicadas 99 vacinas, além de 16 doses que previnem contra o sarampo.

 

Hospital Estadual Mário Covas supera 100 cirurgias de redesignação sexual

Postado por Maíra Oliveira em 24/jun/2022 -

Administrada pela FUABC, unidade é a que mais cirurgias realiza em mulheres transexuais em todo o País

 

Evento foi realizado no auditório do HEMC, em Santo André

Em evento realizado no dia 14 de junho, o Hospital Estadual Mário Covas (HEMC) comemorou o sucesso da parceria com o Centro de Referência e Treinamento DST/AIDS-SP. A unidade atingiu a marca de 100 cirurgias de redesignação sexual em maio deste ano. A oferta de cirurgias de adequação sexual para mulheres transexuais começou em 2015, quando foi estabelecida a cooperação entre o HEMC e o CRT por meio de ação permanente com o Ambulatório de Saúde Integral para Travestis e Transexuais.

Em solenidade que reuniu mais de 150 pessoas no auditório do hospital, integrantes das equipes médicas e de enfermagem, autoridades, técnicos da área da saúde, professores do Centro Universitário FMABC e colaboradores assistiram à programação sobre o tema “100 cirurgias de redesignação sexual – uma parceria bem-sucedida entre HEMC e CRT”.

O diretor-geral do HEMC, Dr. Adilson Cavalcante, abriu o evento enfatizando a importância do programa de adequação sexual para mulheres transexuais e da parceria estabelecida com o Estado, iniciativa que promove a atenção às questões de gênero e também conhecimento científico e evolução das técnicas médicas capazes de proporcionar bem-estar aos pacientes. A dedicação da equipe de redesignação, composta pelos urologistas Dr. Odair Gomes Paiva e Dr. Rodrigo Itocazo Rocha, além de profissionais da Enfermagem, Psicologia, Assistência Social e Fisioterapia do HEMC, foi destacada pelo gestor, que apontou a possibilidade de ampliação da parceria no futuro.

O diretor técnico de saúde do CRT DST/Aids SP, Alexandre Gonçalves, lembrou as tratativas iniciais em 2015, com o Dr. Vanderley da Silva Paula, que evoluiu nos contatos com a direção do hospital e resultou na parceria. Gonçalves aproveitou a oportunidade para falar sobre a importância do Ambulatório de Saúde Integral para os Travestis e Transexuais, inaugurado em 2009, e para agradecer à direção e profissionais do HEMC não apenas pela dedicação e empenho, mas pela grande e complexa estrutura de pessoal e equipamentos colocados à disposição, essenciais para o sucesso e realização das cirurgias.

O depoimento emocionado da paciente Paola Bueno, operada em 2021, comoveu a todos ao lembrar os preconceitos e barreiras enfrentadas no decorrer de 61 anos de vida. Os conflitos com a família, na escola, no trabalho e em um mundo que não entende e exclui o que é diferente foi exposto por Paola, que agora está “realizada” e satisfeita com o resultado da cirurgia.

Na sequência da programação, Dr. Rodrigo Rocha enfatizou a importância da parceria com os resultados positivos nos aspectos científico e social, promovendo o serviço à referência em todo Brasil.

O aprendizado e a importância do trabalho multidisciplinar, as reuniões e protocolos, a atenção e preparo no pré e pós-operatório, a superação de obstáculos em razão da complexidade das cirurgias foram os temas destacados pelo médico Dr. Odair Gomes Paiva, que enalteceu a dedicação de toda a equipe e os resultados conquistados ao longo dos últimos 7 anos. “Estamos empenhados em difundir esse conhecimento e todo esse trabalho está expresso em artigos científicos que certamente contribuem para o aperfeiçoamento das cirurgias. A publicação e a divulgação desse trabalho passam a ter importância significativa para a Medicina e merece nossa atenção”, afirmou.

No encerramento da atividade, o prof. Dr. Sidney Glina, titular da disciplina de Urologia do Centro Universitário FMABC, falou sobre o impacto da atividade para os alunos e residentes que acompanham as cirurgias.

O coordenador do ambulatório de Saúde Integral do CRT, Dr. Ricardo Barbosa Martins, concluiu com exposição sobre as atividades desenvolvidas para assistência médica, treinamento e capacitação de profissionais para o atendimento aos travestis e transexuais.

O evento contou com as presenças do presidente da Fundação do ABC, Dr. Luiz Mário Pereira de Souza Gomes; da pró-reitora de Extensão do Centro Universitário FMABC, Dra. Vânia Barbosa do Nascimento; Dr. Francisco de Assis Lopes, presidente da Comissão de Residência Médica; Dr. Caio Catalani Racca, da Coordenadoria de Gestão de Contratos de Serviços de Saúde (CGCSS) da Secretaria de Estado da Saúde; e Dr. Alexandre Cruz Henriques, diretor técnico do HEMC.

 

FUABC vence chamamento público e seguirá à frente do Hospital Estadual Mário Covas

Postado por Eduardo Nascimento em 22/jun/2022 -

Maior hospital público do Grande ABC, ‘Mário Covas’ é gerido pela Fundação do ABC desde sua inauguração, em 2001

 

Novo contrato prevê, mensalmente, mais de 9 mil consultas médicas, 4,4 mil consultas não-médicas, 2,2 mil exames e 1,2 mil cirurgias, entre outros procedimentos

A Fundação do ABC venceu chamamento público do Governo do Estado de São Paulo e seguirá à frente da gestão do Hospital Estadual Mário Covas (HEMC), em Santo André, por mais cinco anos. Tanto as áreas clínicas quanto administrativas permanecem sob responsabilidade da FUABC, em acordo firmado no modelo de Organização Social de Saúde (OSS). O novo contrato teve início neste mês de junho, com valor mensal fixado de R$ 18.680.440,00. A unidade hospitalar é gerida pela FUABC desde sua inauguração, em 2001.

Estão previstas no contrato de gestão, mensalmente: 9,3 mil consultas médicas em 30 especialidades, considerando primeira consulta, interconsultas e retornos; 4,4 mil consultas não-médicas nas áreas de Enfermagem, Farmácia, Fonoaudiologia, Nutrição, Psicologia, Terapia Ocupacional e Odontologia/Buco-Maxilo; 2,2 mil exames como radiografia, ultrassonografia, tomografia, endoscopia, ressonância magnética, entre outros; 3,5 mil tratamentos clínicos de quimioterapia, radioterapia, hormonioterapia e diálise; além de 1,2 mil cirurgias (sendo 700 cirurgias urgentes e eletivas e 530 cirurgias ambulatoriais de pequeno porte).

A fim de garantir o cumprimento de metas e a assistência de qualidade, o contrato de gestão vincula os repasses financeiros do Governo do Estado a indicadores de qualidade e de produtividade pré-estabelecidos. Dessa forma, a Fundação do ABC assegura à população atendimento humanizado, resolutivo e segundo os mais rigorosos padrões de qualidade para a área da saúde.

“Ficamos muito satisfeitos com o resultado do certame, que reflete o trabalho sério e os excelentes resultados que o hospital vem obtendo ao longo dos anos. Trata-se de uma parceria bem-sucedida entre a FUABC e o Governo do Estado, que tem como pilares os funcionários altamente comprometidos e qualificados, assim como a participação ativa do Centro Universitário FMABC, com pesquisa, ensino e assistência a partir de seus cursos de graduação, pós-graduação, residência médica e multiprofissional”, revela o diretor-geral da unidade, Dr. Adilson Cavalcante.

 

QUALIDADE CERTIFICADA

Referência no atendimento de alta complexidade para moradores dos sete municípios do Grande ABC (Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra), o HEMC beneficia cerca de 3 milhões de pessoas, conta com 2.500 profissionais e 300 leitos de internação. Em 2021, realizou 138 mil consultas, 404 mil exames e procedimentos, 8,9 mil cirurgias e 10,6 mil internações.

Neste ano, a unidade reafirmou o compromisso de manter a assistência e a segurança do paciente como focos de qualidade e assegurou a manutenção do nível 3 da Acreditação ONA (Organização Nacional de Acreditação), certificação que traduz o nível de excelência no setor de saúde do País. O HEMC conquistou a ONA 3 em 2018, como resultado do programa de qualidade voltado à melhoria permanente dos serviços prestados à população e ao aperfeiçoamento dos protocolos e procedimentos médicos.

Além da ONA, o Hospital Estadual Mário Covas conquistou em 2021 a certificação internacional QMentum Diamante após análise de dois anos dos resultados obtidos pela unidade. O QMentum é fruto de parceria da Quality Global Alliance (QGA) com a Health Standards Organization (HSO) – antiga Accreditation Canada International – e possibilita que as instituições de saúde brasileiras acessem a padrões internacionais de excelência e inovação.

Após sete meses internada, bebê nascida com 500 gramas recebe alta no Hospital da Mulher

Postado por Maíra Oliveira em 15/jun/2022 -

Pequena Maria Fernanda ficou três meses entubada e seguiu lutando pela vida com apoio e torcida da família e dos profissionais de saúde

 

Foto: Divulgação/PSA

O Hospital da Mulher de Santo André protagonizou dia 10 de junho uma cena de vitória e superação com a alta da pequena Maria Fernanda, uma bebê que estava há cerca de sete meses lutando pela vida na UTI Neonatal.

Um ano e meio após ter passado por um aborto espontâneo, a professora Mariluce Aparecida da Silva, de 34 anos, descobriu a sua segunda gestação, que transcorreu bem até o quinto mês. “Como eu já havia apresentado problema de pressão na primeira gestação, constantemente eu monitorava e no sexto mês comecei a ter alteração na pressão e fiquei mais atenta. Em novembro fui diagnosticada com eclâmpsia e síndrome de HELLP e a única coisa que poderia ser feita era o parto, para preservar a vida da bebê”, explicou. “Ela nasceu praticamente sem pulmão por ser prematura extremo. A bebê ficou três meses entubada e depois ela continuou com oxigênio”, completou a mãe.

Durante esse período, de muita angústia para a família, Mariluce se apegava à fé e buscava forças para passar apenas boas energias para a sua filha. “Sempre que chegava no hospital eu queria passar apenas alegria para a minha filha. Ela precisa disso todos os dias. Às vezes eu chorava em casa ou num cantinho para que ela não sentisse a minha tristeza e o medo de não saber como seria o próximo dia. Desejo muita fé para as mães que estão passando pelo que passamos, pois a fé foi o que nos sustentou, nos manteve até aqui e nos permitiu aguentar até hoje”, disse.

O médico Guilherme Belmonte trabalha com prematuros extremos na UTI Neonatal do Hospital da Mulher há sete anos e falou sobre a evolução do caso clínico da pequena vitoriosa. “A Maria Fernanda nasceu prematura extrema, com cerca de 500 gramas e de 25 semanas. É um processo longo que tem muitos percalços. Neste caso, temos que fazer tudo o que deveria ser feito em sua formação dentro do útero, mas do lado de fora, com mecanismos tecnológicos. O principal problema, na maioria das vezes, é o quadro infeccioso que a gente não consegue controlar porque eles estão expostos no ambiente e ela teve várias intercorrências neste sentido, mas conseguiu evoluir clinicamente de forma estável, ganhar peso e depois de alguns meses está indo para casa. Foi um sucesso de tratamento”, pontuou.

Segundo o médico, o Banco de Leite Humano, instalado no Hospital da Mulher, é fundamental para garantir a vida dos bebês internados no local. “Ela saiu com 2,8 quilos e isso foi possível pois temos um ótimo banco de leite que consegue fornecer o leite humano pasteurizado com caloria adequada para esses bebês que, muitas vezes, não toleram fórmulas. Se não houvesse esse conjunto, não conseguiríamos fornecer condições para esses bebês. É um tratamento multidisciplinar que envolve toda a equipe”, explicou.

No momento da alta, todos os profissionais que cuidaram da bebê se reuniram no corredor do hospital e cantaram a música “Milagre da Vida”. Com cartazes que continham frases positivas, os profissionais se despediram dos pais e da pequena, que agora vai receber o carinho de toda a família no quarto novo.

“Toda hora passa um filme na nossa cabeça, desde o momento que eu a vi até agora. Hoje é o dia mais feliz da minha vida, apesar das dificuldades, a alegria de ver minha filha indo bem para casa supera tudo. O pessoal do hospital é muito atencioso e a gente via o carinho e a dedicação que eles ofereceram. No começo tínhamos receio, mas nossa fé foi aumentando ao vê-la sendo bem cuidada e conseguíamos dormir tranquilos sabendo que ela estava em boas mãos. O bercinho dela já está pronto e agora vamos só festejar a vida dela”, disse o pai, o educador físico Carlos Henrique do Nascimento Filho.

BANCO DE LEITE

Dos 42 bebês que estão na UTI do Hospital da Mulher, 28 fazem uso do Banco de Leite. Apesar de contar com 37 doadoras fixas, o hospital constantemente trabalha na busca ativa de novas doadoras para garantir o abastecimento do estoque. Cada frasco com 300 ml pode beneficiar até dez bebês. Pessoas que fazem uso de bebidas alcoólicas, cigarro, receberam transfusão sanguínea ou tenham sorologia inadequada não podem fazer a doação.

COMO DOAR

O Banco de Leite Humano do Hospital da Mulher atende de segunda a sexta, das 8h às 18h. Para doar, é preciso ligar no telefone 4478-5048 ou 4478-5027. É realizado um cadastro e agendada uma visita à casa da doadora para o recolhimento do leite. A mãe deverá retirar o excedente e armazená-lo segundo orientações.

Todo o leite doado passa por um processo de pasteurização e é submetido a controles de qualidade antes de ser distribuído aos bebês prematuros e outros bebês que são clinicamente impossibilitados de recebê-lo do seio materno. Há também serviços de orientação e tira-dúvidas sobre aleitamento materno.

O hospital também recebe doação de frascos de vidros com tampas de plástico, como os de maionese ou café solúvel. Esse material é esterilizado e seguro, pois é resistente ao congelamento e descongelamento. O processo faz com que o leite não perca seus nutrientes e a tampa de plástico evita que se acumulem cheiro e resíduos.