Aluno da MedABC é premiado no 75º Congresso Brasileiro de Cardiologia

Postado por Maíra Oliveira em 27/nov/2020 -

Felipe Crepaldi conquistou prêmio de melhor trabalho na área de Iniciação Científica

Pela segunda vez e de forma consecutiva, um aluno orientado pela disciplina de Cardiologia do Centro Universitário Saúde ABC / Faculdade de Medicina do ABC (FMABC) conquistou o prêmio de melhor trabalho na área de Iniciação Científica no Congresso Brasileiro de Cardiologia, promovido entre os dias 20 e 22 de novembro e que neste ano chegou à 75ª edição. Organizado pela Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), o evento ocorreu no formato on-line devido à pandemia de Covid-19. O encontro é considerado o mais importante entre profissionais da cardiologia brasileira e latino-americana.

O trabalho classificado em primeiro lugar, Aplicativo para smartphone no ensino das manobras de RCP”, de autoria do aluno Felipe Crepaldi, contou com a colaboração da Secretaria de Educação de São Caetano do Sul.

O Centro Universitário FMABC foi representado no congresso com a apresentação de seis trabalhos produzidos pelos alunos de Iniciação Científica e da Pós-Graduação. Todos foram coordenados e orientados pelo professor titular da disciplina de Cardiologia, Dr. Antonio Carlos Palandri Chagas, e pelo professor afiliado da disciplina, Dr. Miguel Antonio Moretti.

‘Fórum de Sustentabilidade’ da FUABC discute efeitos da pandemia na saúde ambiental

Postado por Maíra Oliveira em 27/nov/2020 -

Em sua 6ª edição, evento foi transmitido virtualmente em 25 de novembro pelo YouTube

 

Dr. Luiz Carlos Abreu, Vital de Oliveira Ribeiro Filho e Dr. Gabriel Laporta

A área de Sustentabilidade da Fundação do ABC (FUABC), ligada ao Departamento de Recursos Humanos, promoveu em 25 de novembro a 6ª edição do “Fórum em Saúde e Sustentabilidade”, cujo objetivo é dar visibilidade a ações socioambientais relevantes, assim como promover a discussão de temas relacionados ao desenvolvimento sustentável, responsabilidade social, gestão ambiental, saúde e meio ambiente. Devido à pandemia de Covid-19, este ano o evento foi transmitido ao vivo pelo YouTube e está disponível no link https://is.gd/eJbcR1.

Uma das palestras, denominada “Como o desmatamento ajuda vírus mortais a saltar de animais para humanos”, foi ministrada pelo Bacharel em Biologia pela Universidade Mackenzie, Dr. Gabriel Zorello Laporta, mestre e doutor em Saúde Pública pela Universidade de São Paulo (USP) e pesquisador científico do Centro Universitário Saúde ABC – FMABC. “Existe a probabilidade de que vírus silvestres, como a Covid-19, consigam atingir os seres humanos. Há uma tendência de que o desmatamento seja uma das causas do transbordamento da Covid-19 pelo mundo. Isso porque a nossa civilização tem causado uma extinção em massa de mamíferos, considerada uma consequência do crescimento exponencial da população humana. Hoje, somos 8 bilhões de seres humanos no mundo”, observa o pesquisador. Laporta também é pós-doutor em Epidemiologia e Medicina pela Universidade de São Paulo (USP) e em Ciência Ambiental pela Universidade Federal do ABC (UFABC), além de professor visitante da Universidade da Flórida, nos Estados Unidos.

A segunda palestra, sobre os “Impactos da pandemia na poluição ambiental”, esteve sob responsabilidade do professor titular-livre em Saúde Coletiva, Epidemiologia e Medicina Preventiva da Universidade Federal do Espírito Santo, Dr. Luiz Carlos Abreu, que possui título de Livre Docência em Saúde Pública pela Faculdade de Saúde Pública da USP e também é professor assistente do Centro Universitário Saúde ABC – FMABC. “Trata-se de um tema extremamente importante para ser abordado neste fórum. A poluição ambiental degrada cada vez mais a vida humana. A Covid-19 potencializa os efeitos deletérios sobre a população vítima de desastres ambientais no Brasil, a exemplo do que ocorreu nas cidades de Mariana e Brumadinho, em Minas Gerais. A ocorrência desses fenômenos faz com que essa população apresente manifestações de outras doenças, que se tornam crônicas. E, em um cenário pandêmico, essa população torna-se uma das mais fragilizadas e vulneráveis. A vida, em todos os níveis, importa. Tanto a do cidadão quando a do meio ambiente. Por isso nós, sanitaristas e gestores ambientais, devemos prover cada vez mais políticas públicas para a sua perpetuação”.

A mediação do evento ficou a cargo do arquiteto e urbanista Vital de Oliveira Ribeiro Filho, tradicional participante do Fórum e responsável pela coordenação do Programa Estadual de Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde do Centro de Vigilância Sanitária da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo. “Já é uma tradição e um grande prazer participar deste fórum da FUABC, que ano a ano constrói a história da saúde ambiental e da sustentabilidade no Grande ABC. Diante desta pandemia, não há dúvidas de que temos de reconstruir os modelos de desenvolvimento e atender às necessidades do planeta. Não podemos permitir que a humanidade passe por este processo para que volte ao ponto que estávamos antes da pandemia”, explica o sanitarista, que também é mestre em Administração de Empresas pela EAESP-FGV, na área de concentração de Gestão Ambiental.

Outras informações sobre a edição 2020 do Fórum estão disponíveis no site www.fuabc.org.br/forum.

Departamento de Oftalmologia da FMABC organiza ‘Oftalmo ABC Live Connection’ no sábado (28)

Postado por Maíra Oliveira em 26/nov/2020 -

Sob a temática do glaucoma, evento internacional tem inscrições gratuitas e contará com palestrantes renomados do Brasil e do mundo

 

 

O Departamento de Oftalmologia do Centro Universitário Saúde ABC / Faculdade de Medicina do ABC (FMABC), em Santo André (SP), promove no próximo sábado, 28 de novembro, das 8h às 13h, a “Oftalmo ABC Live Connection”, evento gratuito que conectará estudantes, residentes, fellows, especialistas, docentes, pesquisadores e oftalmologistas renomados do Brasil e do mundo. Com transmissão ao vivo e on-line, serão cinco módulos sobre glaucoma, com foco nos aspectos clínicos da doença, associação com a catarata, procedimentos cirúrgicos, novidades e a relação com a atual pandemia de Covid-19.

As inscrições estão abertas pelo link https://is.gd/vFazzZ, onde também é possível ter acesso à programação completa. A atividade será híbrida e com formato inovador, pois reunirá um time de convidados em um local presencial para interação com a plateia virtual. A abertura será conduzida pelo presidente do evento, o preceptor do Setor de Glaucoma do Departamento de Oftalmologia da FMABC, Dr. Rodrigo Barros, pelo chefe da disciplina de Oftalmologia da FMABC, Dr. Vagner Loduca Lima, além do chefe do setor de Glaucoma, Dr. Victor Cvintal. Também participará o reitor do Centro Universitário, Dr. David Uip.

“As atividades ocorrerão em formato de talk show, transmitidas ao vivo de um estúdio em São Paulo, seguindo todos os protocolos de segurança e distanciamento contra a Covid-19. Além dos apresentadores, teremos uma banda ao vivo formada por médicos oftalmologistas”, revela o Dr. Vagner Loduca Lima, que completa: “A ideia do evento é priorizar a interatividade, inclusive com espaço montado especificamente para a troca de informações com o público on-line”.

O chefe da disciplina de Oftalmologia da FMABC, Dr. Vagner Loduca Lima

O Oftalmo ABC Live Connection contará com participações dos presidentes da Sociedade Brasileira de Glaucoma (SBD), Dr. Augusto Paranhos Junior, e da Associação Brasileira de Catarata e Cirurgia Refrativa (ABCCR), Dr. Bruno Fontes, que farão uma análise de aspectos importantes e em destaque na cirurgia de catarata nos pacientes com glaucoma. Também está confirmada a presença do Dr. Remo Susanna Junior, professor titular de Oftalmologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

Entre os palestrantes convidados também estarão pesquisadores de diversos centros acadêmicos dos Estados Unidos e do Canadá. Os especialistas abordarão atualidades em temas como tratamento clínico do glaucoma, cirurgias, diagnóstico e inovações, além de possíveis sequelas do glaucoma em pacientes crônicos no período de pandemia.

Mais informações e inscrições no site https://is.gd/vFazzZ.

Estudantes do curso de Farmácia fazem estágio em laboratório da FMABC para análise de exames de Covid-19

Postado por Maíra Oliveira em 26/nov/2020 -

Larissa Souza Fortes, 3º ano

Giovanna Menezes da Silva, 3º ano

Quatro alunas do curso de Farmácia do Centro Universitário Saúde ABC / Faculdade de Medicina do ABC (FMABC), em Santo André (SP), iniciaram no 2º semestre período de estágio no laboratório de Análises Clínicas do Centro Universitário para auxiliar o processo de análise de coletas de exames de Covid-19. Por dia, o laboratório recebe cerca de 900 amostras das dez cidades com as quais a FMABC mantém convênio, entre as quais Santo André, São Bernardo e São Caetano.

O intercâmbio de informações e a oportunidade de ter acesso a novos aprendizados, especialmente em meio à pandemia, foram os principais estímulos para as alunas decidirem ingressar no estágio. Duas delas trabalham no local voluntariamente e outras duas cumprem período de estágio. Estudante do 3º ano, Giovanna Menezes da Silva realizava estágio no Laboratório Multidisciplinar da FMABC e, em agosto, foi realocada para o Laboratório de Análises Clínicas. “Tem sido muito gratificante participar dessa experiência. Todo dia é um aprendizado novo e diferente. Vemos diariamente a chegada de muitas amostras para análise e, às vezes, até ficamos aflitas. Conseguimos enxergar o outro lado do diagnóstico e a importância da prevenção coletiva. É muito preocupante relaxar o isolamento social”, alerta a estudante.

Anna Carolina Blanco Capassi Santos, também aluna do 3º ano da graduação, iniciou em setembro no laboratório como voluntária, por iniciativa própria. Hoje, atua como estagiária. “O mais importante, além dos novos aprendizados, é a sensação de poder ajudar as pessoas. É gratificante fazer parte deste processo”.

Os rígidos protocolos de segurança que devem ser cumpridos para manuseio e análise das amostras chamaram a atenção da aluna Beatriz Colosso Bramante, do 4º ano, que passou pela experiência no mês de outubro. “Apesar de ser uma doença muito contagiosa, que traz algum pânico, me senti muito segura no laboratório em razão de toda a paramentação e as normas impostas. São duas luvas, máscaras e diversos equipamentos para manuseio das análises. Há muita preocupação com o contágio e foi importante ter acesso a esses protocolos. Apesar de todo o contexto, foi ótimo participar dos bastidores. Todos tiveram paciência em ensinar, explicar. É preciso muita responsabilidade e concentração, mas é gostoso ver depois a valorização do seu trabalho”.

Beatriz Colosso Bramante, 4º ano

Anna Carolina Blanco Capassi Santos, 3º ano

Já para Larissa Souza Fortes, do 3º ano, o período foi importante para valorizar ainda mais a profissão do farmacêutico, que também integra a linha de frente de combate à Covid-19 em todo o mundo. “Não são apenas médicos e enfermeiros que se destacam no combate à doença. Muitas vezes se esquecem dos profissionais que estão nos laboratórios fazendo milhares de análises ou criando possíveis vacinas. Além de muito aprendizado, a experiência do estágio nos mostrou uma realidade que, nem sempre, é divulgada na televisão”, conclui a aluna.

Para a vice-coordenadora do curso de Farmácia, Ana Beatriz Ramos de Oliveira Pinn, a evolução técnica e profissional das alunas simboliza uma oportunidade enriquecedora sob diversos aspectos. A expectativa da coordenação do curso é de que novos alunos se interessem pelo intercâmbio profissional. “Mesmo que por curto período tem sido uma oportunidade incrível. Elas integram uma nova e importante realidade. Queremos divulgar esta iniciativa aos alunos da Farmácia para que outros possam se inspirar. No contexto da pandemia, o farmacêutico é peça fundamental do processo, pois participa de todas as etapas de diagnóstico, da medicação, vacinas, entre outras. É um trabalho de formiguinha. Seguramente todas são motivo de orgulho para nós”, disse a docente.

A aluna Beatriz Bramante no laboratório de Análises Clínicas da FMABC

CONVÊNIOS

Em outubro, o Laboratório de Análises Clínicas do Centro Universitário Saúde ABC – FMABC atingiu a marca de 100 mil exames de Covid-19 realizados. Instalada no campus universitário, a unidade deu início em março aos testes para detecção da Covid-19, atuando em parceria com as cidades de São Bernardo e São Caetano. Em abril, o Instituto Adolfo Lutz credenciou o laboratório do ABC, dispensando os resultados de contraprova. Desde então, municípios de diversas partes do Estado passaram a contar com o serviço para suprir a grande demanda por testes. Do total de exames realizados até outubro, cerca de 65% foram do tipo RT-PCR e 35% de sorologia (teste rápido, ELISA e eletroquimioluminescência).

Ao todo, 10 cidades estabeleceram convênios com o Centro Universitário para exames de detecção da Covid-19: Santo André, Ribeirão Pires, Mauá, Cajamar, Caieiras, Franco da Rocha, Francisco Morato e Mairiporã, além de São Bernardo e São Caetano. Em julho, o Laboratório de Análises Clínicas também passou a apoiar o Governo do Estado na realização de exames, recebendo parte da demanda centralizada pelo Instituto Adolfo Lutz.

Pesquisa do Emílio Ribas do Guarujá é selecionada para 12º Congresso Paulista de Infectologia

Postado por Maíra Oliveira em 26/nov/2020 -

Uma pesquisa realizada pelo Instituto de Infectologia Emílio Ribas do Guarujá (IIER-II), na Baixada Santista, foi aprovada para apresentação no 12º Congresso Paulista de Infectologia, a ser realizado entre os dias 30 de novembro e 4 de dezembro. Devido à pandemia, o evento será transmitido on-line e as inscrições são gratuitas. O relato será exposto no ambiente virtual em formato de e-pôster e abordará o caso de uma paciente que teve quadro de acidente vascular cerebral (AVC) associado à infecção pela Covid-19.

A paciente, de 36 anos, foi internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do IIER-II no mês de maio e apresentou manifestações clínicas atípicas em relação à doença, como fortes dores de cabeça e perda de acuidade visual. O estudo aborda a questão do tratamento e o amplo espectro de manifestações clínicas decorrentes da infecção pelo novo coronavírus, considerando o desafio central de cientistas e pesquisadores de todo o mundo de identificar precocemente os grupos de risco para determinar os sintomas que podem representar pior prognóstico.

Os autores do estudo são o diretor-técnico da unidade, Dr. Gustavo Vinicius Pasquarelli Queiroz, a coordenadora do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH) do IIER-2, Dra. Andréa Alves da Silva, e o infectologista Dr. Roberto Soerensen. Mais informações do congresso pelo site https://www.infectologiapaulista.org.br/congresso2020.

OftalmoABC faz mutirão de mapeamento de retina para 600 pacientes agendados

Postado por Eduardo Nascimento em 19/nov/2020 -

Em parceria com a Prefeitura de Santo André, atividade no campus universitário também foi responsável por 26 cirurgias de pterígio e 30 exames de campo visual

 

Ação foi extremamente importante para normalizar atendimentos eletivos represados durante a pandemia

A equipe da disciplina de Oftalmologia do Centro Universitário Saúde ABC / Faculdade de Medicina do ABC realizou em 14 de novembro força-tarefa para agilizar exames de mapeamento de retina da rede de Saúde de Santo André. Graças à parceria firmada com a Secretaria Municipal de Saúde, foram agendados 600 exames em um único dia, todos no Instituto de Olhos do ABC, no próprio campus universitário. A iniciativa contou com suporte da coordenação do Ambulatório de Especialidades da FMABC e foi destinada a pacientes pré-agendados pela central de regulação do município.

O mapeamento de retina é um exame indicado para o pré-operatório da cirurgia de catarata e da cirurgia refrativa, assim como para casos de doenças da retina, entopsias agudas ou crônicas, altas miopias, descolamento de retina, antecedentes familiares ou pessoais de descolamento da retina, traumas e retinopatias hipóxicas (diabetes, tromboses, Eales ou anemia falciforme).

Durante o mutirão na FMABC também foram realizados 30 exames de campo visual – ou campimetria –, uma avaliação da visão periférica geralmente recomendada para situações de doenças neurológicas que envolvem as vias ópticas, para o controle do glaucoma, nas doenças retineanas, em alterações do campo visual ou nas enxaquecas ligadas a problemas de visão.

Por fim, 26 pacientes passaram por cirurgias de pterígio, doença que promove o crescimento de uma membrana por cima da parte branca do olho, que leva a quadros de vista embaçada e dificuldade para focar objetos.

“A campanha foi direcionada ao diagnóstico e tratamento na área de mapeamento de retina. São pacientes que sofrem, principalmente, de doenças oculares ligadas ao diabetes e de degeneração macular relacionada à idade (DMRI). Todos aqueles que precisarão seguir com acompanhamento oftalmológico já saíram do mutirão com o devido encaminhamento”, informa o professor da FMABC e chefe do Departamento de Oftalmologia, Dr. Vagner Loduca Lima.

Segundo o docente, a ação foi extremamente importante no sentido de normalizar os atendimentos eletivos represados durante a pandemia. “Este ano está sendo completamente atípico em todos os aspectos e na Saúde não poderia ser diferente. Desde março, com o início da pandemia do novo coronavírus, muitos pacientes optaram por postergar seus atendimentos eletivos, com medo de sair de casa e se contaminar. Por outro lado, diversos serviços de Saúde suspenderam determinadas atividades não essenciais, a fim de reduzir os riscos de transmissão da Covid-19. Com isso, muitos pacientes permaneceram com seus exames em aberto e estamos integrando os esforços para zerar essa fila”, completa Loduca.

O mutirão na FMABC seguiu todas as recomendações sanitárias e de distanciamento social, com divisão de pacientes por horário e em espaços amplos, oferta de álcool gel, uso obrigatório de máscaras, entre outras medidas preventivas.

COMBATE AO DIABETES

A ação realizada pela OftalmoABC integra os esforços globais de prevenção e combate ao diabetes, especialmente neste mês, em que o 14 de novembro é marcado como o Dia Mundial do Diabetes. A fim de fortalecer a causa, a disciplina de Oftalmologia está apoiando o Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), que neste sábado, 21 de novembro, organiza a campanha on-line “24h pelo Diabetes”. Ao vivo, os trabalhos envolverão entrevistas com especialistas de diversas áreas, depoimentos de pacientes, quizzes, reportagens, além de teleorientação médica gratuita sobre problemas correlacionados ao diabetes. Interessados podem obter mais informações pelo site www.24hpelodiabetes.com.br.

Equipe da disciplina de Oftalmologia da FMABC durante mutirão para pacientes de Santo André

Medicina ABC treina equipes de limpeza do Colégio Singular para prevenção à Covid-19

Postado por Maíra Oliveira em 19/nov/2020 -

Treinamento foi ministrado pela enfermeira da FMABC, Flaviane Kesia Rodrigues

A enfermeira do Centro Universitário Saúde ABC / Faculdade de Medicina do ABC (FMABC), Flaviane Kesia Rodrigues, promoveu treinamento para profissionais da área de Higienização do Colégio Singular, rede de ensino com unidades em Santo André, São Bernardo e São Caetano. O curso de boas práticas de higiene e desinfecção para combate à Covid-19, ministrado entre outubro e novembro, é uma das etapas do alinhamento dos novos protocolos de segurança, definidos após parceria firmada com o Departamento de Infectologia da FMABC.

O trabalho vai muito além da adoção de medidas de limpeza e higienização. O amplo programa de acompanhamento prevê visitas aos prédios para análise de necessidades, adequação dos espaços, criação de normas e procedimentos, prevenção de contaminação, treinamento das equipes administrativas e pedagógicas, orientações para os alunos, protocolos de higienização e verificação das medidas adotadas.

De acordo com a médica Eloisa Siqueira Ayub, coordenadora do projeto, o Colégio Singular é a única rede de ensino da região que firmou parceria com a FMABC, considerado um passo importante para conter o avanço da doença e prevenir a saúde e segurança de funcionários e alunos. Será necessário cumprir diversos protocolos de segurança, cuja aplicabilidade precisa ser conduzida com cautela, uma vez que envolve desde a limpeza física até o processo de recepção das pessoas.

“Nossa equipe é formada por quatro médicos, sendo dois infectologistas e duas pediatras, uma delas infectopediatra, além de uma enfermeira. Esse grupo avaliou todas as unidades e após preparar um relatório com as necessidades específicas, elaborou uma cartilha completa com orientações para a equipe pedagógica, administrativa e as famílias. Os próximos passos serão reuniões e lives abertas para esclarecimento das dúvidas mais frequentes sobre a Covid-19 e como evitar a propagação da doença”, conclui Eloisa Siqueira Ayub.

MedABC tem seis trabalhos selecionados para o 75º Congresso Brasileiro de Cardiologia

Postado por Maíra Oliveira em 19/nov/2020 -

Realizado pela Sociedade Brasileira de Cardiologia, evento trará os estudos mais importantes publicados sobre a ciência cardiovascular em 2020

 

O Departamento de Cardiologia do Centro Universitário Saúde ABC / Faculdade de Medicina do ABC (FMABC), em Santo André (SP), estará representado no 75º Congresso Brasileiro de Cardiologia, entre os dias 20 e 22 de novembro, com a apresentação e exposição de seis trabalhos produzidos pelos alunos de Iniciação Científica e da Pós-Graduação. O encontro, tradicionalmente organizado pela Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), é considerado o mais importante entre profissionais da cardiologia brasileira e latino-americana.

Todos os estudos da FMABC selecionados para o congresso são coordenados e orientados pelo professor titular da disciplina de Cardiologia, Dr. Antonio Carlos Palandri Chagas, e pelo professor afiliado da disciplina, Dr. Miguel Antonio Moretti. Os trabalhos trazem os seguintes temas: “Aplicativo para smartphone no ensino das manobras de RCP (reanimação cardiopulmonar)” – este, aprovado em concurso como melhor Tema Livre no formato Pôster – e “Impacto no ensino e na retenção das manobras de RCP usando um aplicativo para smartphone em alunos do ensino médio”, ambos de autoria de Felipe Crepaldi; “Avaliação pré-operatória na cirurgia ambulatorial de baixa complexidade”, sob responsabilidade de Isabela Corralo Ramos Etcheverria; “Retenção de competências teóricas e práticas em RCP entre profissionais de cuidados clínicos e intensivos” e “Retenção de conhecimento e habilidades em RCP após retreinamento”, ambos de Nyagra Ribeiro de Araujo; além do estudo “Retenção das habilidades para atendimento da PCR em estudantes de Medicina”, produzido pelo Dr. Miguel Antonio Moretti.

O CONGRESSO

Em 2020, a 75ª edição do Congresso Brasileiro de Cardiologia será organizada no formato on-line e interativo devido à pandemia de Covid-19, com expectativa de ser um momento de atualização científica e profissional para todos os especialistas da área no Brasil. A programação contará com simpósios internacionais, atividades de atualização, espaço com destaque para os principais “Temas Livres Orais”, conversas com especialistas, principais diretrizes e os mais importantes estudos apresentados na área cardiológica em 2020. O encontro também contará com a participação de palestrantes nacionais e internacionais com ampla expertise em suas áreas de atuação.

Fundação do ABC organiza ‘6° Fórum de Sustentabilidade’

Postado por Maíra Oliveira em 18/nov/2020 -

Evento será transmitido virtualmente em 25 de novembro pelo YouTube

 

A área de Sustentabilidade da Fundação do ABC (FUABC), ligada ao Departamento de Recursos Humanos, promoverá em 25 de novembro a sexta edição do “Fórum em Saúde e Sustentabilidade”, cujo objetivo é dar visibilidade a ações socioambientais relevantes, assim como promover a discussão de temas relacionados ao desenvolvimento sustentável, responsabilidade social, gestão ambiental, saúde e meio ambiente. Devido à pandemia de Covid-19, este ano o evento será transmitido pelo YouTube, a partir das 19h, no link https://is.gd/eJbcR1.

Entre os palestrantes estará o Bacharel em Biologia pela Universidade Mackenzie, Dr. Gabriel Zorello Laporta, mestre e doutor em Saúde Pública pela Universidade de São Paulo (USP) e pesquisador científico do Centro Universitário Saúde ABC – FMABC. O tema da palestra será “Como o desmatamento ajuda vírus mortais a saltar de animais para humanos”. Laporta também é pós-doutor em Epidemiologia e Medicina pela Universidade de São Paulo (USP) e em Ciência Ambiental pela Universidade Federal do ABC (UFABC), além de professor visitante da Universidade da Flórida, nos Estados Unidos.

A outra palestra, sob o tema “Impactos da pandemia na poluição ambiental”, será ministrada pelo professor titular-livre em Saúde Coletiva, Epidemiologia e Medicina Preventiva da Universidade Federal do Espírito Santo, Dr. Luiz Carlos Abreu, que possui título de Livre Docência em Saúde Pública pela Faculdade de Saúde Pública da USP. Atualmente é professor adjunto da Escola Superior de Ciências da Santa Casa de Misericórdia de Vitória / EMESCAM e professor assistente do Centro Universitário Saúde ABC – FMABC. Também exerce a função de editor-chefe no periódico Journal of Human Growth and Development e é professor adjunto na University of Limerick – School of Medicine, da Irlanda.

A mediação do evento ficará a cargo do arquiteto e urbanista Vital de Oliveira Ribeiro Filho, tradicional participante do Fórum e responsável pela coordenação do Programa Estadual de Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde do Centro de Vigilância Sanitária da Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo. Vital é mestre em Administração de Empresas pela EAESP-FGV, na área de concentração Gestão Ambiental, além de ser Administrador Hospitalar e de Sistemas de Saúde pela EAESP-FGV.

Outras informações e detalhes sobre o evento estão disponíveis no site www.fuabc.org.br/forum.

Nova gestão do Coren-SP conta com três representantes do Centro Universitário FMABC

Postado por Maíra Oliveira em 13/nov/2020 -

 Duas docentes e uma ex-aluna integram a chapa mais votada do Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo, eleita em novembro

 

Prof. Erica Chagas Araújo

Prof. Ana Paula Guarnieri

Duas professoras e uma ex-aluna do Centro Universitário Saúde ABC / Faculdade de Medicina do ABC (FMABC), em Santo André, irão integrar pelos próximos dois anos a nova gestão do Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo (Coren-SP). Devido à pandemia de Covid-19, a divulgação da eleição foi realizada virtualmente, dias 8 e 9 de novembro, pelo site da entidade. As docentes são Erica Chagas Araújo, Ana Paula Guarnieri, além da ex-aluna Vanessa Morrone Maldonado. Ao todo, a   chapa “Ação e valorização” recebeu 80 mil votos e possui 42 integrantes, entre titulares e suplentes.

Entre os objetivos da gestão 2021-2023 estão a busca por aproximação com os profissionais de Enfermagem por meio do diálogo e grupos de trabalho e a atuação em defesa da categoria junto às prefeituras, Câmaras Municipais e Assembleia Legislativa pela conquista de direitos.

“A pandemia mostrou o que já era evidente: a Enfermagem é a grande força que move a Saúde. Portanto, nossos representantes vão lutar para que a categoria seja de fato reconhecida e valorizada. Acreditamos que os maiores desafios da atualidade são a busca por melhores condições de trabalho para a categoria, como dimensionamento adequado, combate à sobrecarga de trabalho e criação de políticas públicas que subsidiem a prática profissional. O adoecimento mental da categoria também é uma preocupação, assim como a violência praticada contra os profissionais da linha de frente no ambiente de trabalho”, disse a docente do curso de Enfermagem, Erica Chagas Araújo, também coordenadora do Programa de Saúde do Idoso da Residência Multiprofissional e Aprimoramento em Enfermagem Médico-Cirúrgico da FMABC.

Ex-aluna da FMABC, Vanessa Morrone Maldonado – Fotos: Divulgação

A docente destaca a relevância regional da FMABC com a representatividade na chapa mais votada, além da oportunidade de atualização sobre os debates pertinentes à categoria. “Estamos orgulhosas em poder representar a nossa escola neste importante Conselho e contribuir com melhorias e discussões que envolvem a categoria. Certamente, é algo que reflete o engajamento dos nossos profissionais e estudantes, além de engrandecer ainda mais o nome da instituição nos debates regionais”, completou.

As outras duas integrantes da chapa são a coordenadora geral dos programas de Residência Multiprofissional da FMABC e mestre em Reabilitação Gerontológica pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Ana Paula Guarnieri, e a ex-aluna Vanessa Morrone Maldonado, que graduou-se em 2005 pela FMABC e atualmente leciona no curso de pós-graduação de Enfermagem Obstétrica  no Hospital Israelita Albert Einstein, além de responder pela Supervisão Técnica Assistencial na Rede de Atenção Primária em São Paulo.

Mais informações sobre as propostas da nova gestão estão disponíveis no site www.chapa2corensp.com.br.